30 de dezembro de 2010

2010 - O ano da saudade...

Um sentimento estranho toma conta do meu coração, conforme se aproxima a virada do ano, dá a sensação de que estarei mais longe da Nick e me dá um medo!!!



Parece que a cada dia que se passa, preciso prosseguir sozinha e isso me assusta!!!!

É estranho os pensamentos que assombram minha mente e as dúvidas que tentam atormentar meu coração!

Um ano que marcou minha vida, marcou minha existência!!!!

Nick... quanta saudade!!!

Sem contar dos sentimentos, pois, quando estávamos dividindo o mesmo palco, me sentia mais próxima de Deus...
Sei que tudo foi planejado e escrito por ELE, mas estou com medo!!!

Deus enviou um anjo a minha vida com uma missão especial: "Ensinar uma pessoa a caminhar sozinha, acreditar em si mesmo, descobrir que Deus está no controle de todas as situações e lutar por seus objetivos."

Nick...
2011 se aproxima, mas, em meu coração, nada será diferente!!!O amor que sinto por você a cada dia aumentará...
A saudade que sinto, será a força que eu preciso para superar os problemas...
O exemplo de vida que você foi será a coragem que terei para prosseguir...
Tudo o que passamos será a determinação que me fará continuar!!!

Nick...
Fui sua mãe...
Dividimos o palco da vida...
Estaremos eternamente unidas pelo amor...
Obrigada!!!
Obrigada por tudo que fez por mim durante esse ano...
A você, minha filha, só tenho a agradecer!!!!

Peço que tenha paciência comigo, afinal, estou tentando, ainda não consegui me encontrar...
Muita coisa está acontecendo ao mesmo tempo...


No meio de tanta escuridão, existe uma luz dentro do meu coração que está me guiando...

Obrigada!!!!

Feliz ano novo!!!
Feliz 2011!!!



20 de dezembro de 2010

Se eu pudesse fazer um pedido de Natal...

Pediria a Deus para sonhar...
Um sonho onde eu possa sentir a certeza...
Onde por alguns momentos eu e a Nicolle ficassemos próximas visivelmente...
Onde eu pudesse beijá-la e ver o bico que ela fazia quando beijávamos... Costumava dizer que ela fazia carinha de nojo... É complicado descrever... rs
Um sonho para segurá-la e abraçá-la...
Um sonho onde eu pudesse reencontrar todos os sentimentos que ela me fazia sentir...
Um sonho onde eu novamente me tornasse a mulher forte e sensível que ela me fazia ser...
Um sonho onde os momentos que não vivemos juntas fossem reais...
Um sonho para poder desejá-la um feliz Natal...

Se eu pudesse fazer um pedido de Natal...
Seria um sonho...


'Tudo tem começo e meio.
O fim só existe para quem não percebe o recomeço...'


14 de dezembro de 2010

Willian Shakespeare ... A mais bela e profunda explicação sobre as lições que aprendemos...

Um dia você aprende que... 
Depois de algum tempo você aprende a diferença,
a sutil diferença, entre dar a mão e acorrentar uma alma.E você aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre significa segurança.
E começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança.
E aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo.
E aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...E aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso.
Aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para se construir confiança e apenas segundos para destrui-la, e que você pode fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você é na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendemos que os amigos mudam, percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que as vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar com os outros, mas com o melhor que você mesmo pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que não importa onde já chegou, mas onde está indo, mas se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera que o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiência que se teve e o que você aprendeu com elas do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que você supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não o ama, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar isso.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar-se a si mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe traga flores.
E você aprende que realmente pode suportar... que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe depois de pensar que não se pode mais.E que realmente a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!
Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar...

13 de dezembro de 2010

...Foi você quem cuidou de mim...

Com você...

Nossa última foto 01/07/2010
Com você ao meu lado, eu era muito mais corajosa...`
Parece que a sede de viver e a vontade de vencer, eram muito mais presentes em mim.
Todos nos olhavam com espanto e, muitas pessoas se perguntavam: "Como elas conseguem viver desta maneira? Como ela consegue sorrir e ser feliz?"
Poucas coisas me amedrontavam... O futuro??? Ah... esse não me importava, sabia que Deus tomaria conta dele...
As pessoas não sabiam...
Elas não sabiam que parte do nosso segredo era justamente a força e a coragem que sempre nos acompanhou...
Uma completava a outra, ou pelo menos esta era a intenção e nos esforçávamos para isso! Na verdade, acho que você era a parte de mim que eu nem sabia que existia e que era tão fundamental na minha vida!!!
Ontem me peguei pensando e percebi como eu era corajosa e destemida ao seu lado...
Era capaz de tudo para alcançarmos a felicidade e melhorar a qualidade das nossas vidas!
Olho para traz e vejo tudo o que fizemos, tudo o que eu fiz e fico admirada!!! Hoje, olho para mim e percebo que não estou conseguindo agir da mesma maneira... Coisas simples me desesperam, me desestabilizam...
Claro que estou me esforçando pela Pi e pelo Rapha... Mas Nic... como você me fazia diferente e especial!!!!
Impossível traduzir em palavras o que vai ao meu coração!!!!
Sei que você, no tempo que ficamos juntas, me ensinou algumas lições... A mensagem foi muito bem passada, mas confesso que com você ao meu lado era tão mais fácil!!!
Acredito que com você ao meu lado, consegui passar no teste prático, mas agora...
Não estou conseguindo colocar em prática tudo o que aprendemos, não consigo transformar em realidade meus sonhos... Até coisas simples e necessárias perderam o valor e tenho que fazer um enorme esforço para continuar...
Descobri que durante esses 3 anos, 11 meses e 20 dias, não fui eu que cuidei de você e sim VOCÊ QUE CUIDOU DE MIM!!!
Pelo menos uma lição eu aprendi direito: "Não vou desistir, vou me esforçar e tentar alcançar..."
Mas está muito difícil...
Difícil demais!!!

Te amo muito!!
Sinto sua falta!!!!

12 de dezembro de 2010

Nicolle...

‘A eternidade rompe qualquer medida e destrói qualquer comparação. ’

Quero relatar aqui, algo que algumas pessoas já sabem, porém, não conhecem o motivo pelo qual eu fiz...

Durante todo o tempo em que a Nick, esteve ao meu lado, apesar de suas limitações e das suas fragilidades físicas, sei que ela ‘de uma maneira misteriosa’ me protegia... Sentia essa proteção!!!
Como?????
Apenas se aproximaram de mim pessoas sem preconceitos, pessoas que não eram egoístas... Estas ficaram em nossas vidas e nos principais momentos tristes ou felizes, estavam ao nosso lado!!!
Pessoas que antes se mostravam amáveis, após, todos os acontecimentos, eu consegui enxergar o que lhe iam à alma e o que realmente diziam o coração!
Graças a Deus e a Nicolle, claro!!! Pois aprendi a entender o coração de algumas pessoas...

Posso dizer que amigos, foram poucos os que ficaram ao nosso lado, porém, os mais sinceros... Amores... Com certeza apenas os verdadeiros...
Até mesmo no âmbito profissional, posso dizer, que não foi fácil quebrar os preconceitos e as barreiras que a sociedade impõe aos pais, principalmente as mães de crianças especiais...

Bem, vamos deixar o blá blá blá de lado e seguir adiante com o que quero dizer...

Logo que a Nicolle se foi, me senti sozinha...
Claro que tenho os outros dois, o Juquinha, a Mel,, mas me senti desamparada...
E agora, como seguir? Como identificar o preconceito, o egoísmo, a superficialidade das pessoas???

Fiquei como uma criança que perde alguém que ensinou tanto. Separei-me de um anjo que me passava determinação, fé e coragem, sem mencionar as inúmeras lições de amor...

Resolvi tatuar o nome dela!!!! Algumas pessoas acharam que eu iria me arrepender que era loucura, outras me criticaram só com o olhar, o mesmo olhar das pessoas que me viram ao lado da Nicolle...

Bem... Tatuei o nome da Nicolle no braço esquerdo, o lado do coração...
Jamais irei omitir de alguém a passagem da Nicolle pela minha vida e jamais hesitarei em contar o quanto foi importante e necessário a Nicolle em minha vida...
Esta tatuagem é apenas o símbolo de tudo o que a Nicolle significa para mim...

·        O preconceito existe, porém, apenas pessoas que tem Deus em sua alma, conseguem vencer as barreiras...

·        Pessoas que vencem a barreira do preconceito, do pré-julgamento e do egoísmo, são pessoas que tem os sentimentos puros... Pessoas com coragem de amar... Pessoas com vontade de viver...

·        Aparência não é nada, o que vale é o coração de cada um...


Mesmo aqueles que não sabem da nossa história, ao lerem o nome dela em meu braço, irão perceber que a Nicolle, com certeza é alguém muito importante para mim...

O amor pela Nicolle me acompanhará pela eternidade, porém, enquanto eu estiver aqui, todos irão saber...


O que um anjo veio me falar...

2 de dezembro de 2010

Acabei de pedir um conforto ao Pai...
E navegando na net... olha a mensagem que acabei de ler:

'A morte não rompe os vínculos do afeto. E, mais do que imaginamos ou possamos ter consciência, os seres amados continuam a nos proteger. Muitos deles se tornam, com aquiescência Divina, zelosos protetores dos seus amores.'
Bem... como não tenho sabedoria suficiente para entender como são essas coisas, mas acredito muito em Deus e que se existe essa proteção, deve ser espontanêa...
A todos, apenas divido o que acredito e o que está conseguindo me fazer prosseguir...
Porém, é necessário entender que 'pedidos' devemos fazer a Deus... Pois ELE é dono de toda sabedoria...
Aos nossos amados que estão do outro lado, devemos orar, fazer uma prece e pedir á Deus que os proteja...

Agora vou dormir... rs
Boa noiteeee!!!

1 de dezembro de 2010

Eu sei...


Eu sei
Tudo pode acontecer

Eu sei
Nosso amor não vai morrer
Vou pedir aos céus
Você aqui comigo

Vou jogar no mar
Flores prá te encontrar...

Não sei...
Por que você disse adeus

Guardei!
O beijo que você me deu

Vou pedir aos céus
Você aqui comigo

Vou jogar no mar
Flores prá te encontrar...



******************************************************************
Depois que a Nicolle teve meningite, ela nunca mais sorriu ...
Algumas pessoas próximas chegaram a dizer que viram ela sorrir (avó, madrinha), mas eu nunca vi. Cheguei a pensar que seu olhar era triste... 
Saudade de ti Nick!!!

Hoje, alguns 'por quês', querem me incomodar, então, resolvi procurar todas as fotos que tenho da Nicolle e sabem o que descobri?
Que não tenho nenhuma foto com a Nick de chupeta, apesar dela ter chupado e pouquissimas fotos dela sorrindo, mesmo antes de ter meningite.
O olhar da Nicolle sempre transmitiu algo especial que ainda não consegui entender... Existia uma maturidade, uma sabedoria do 'desconhecido' em seu olhar, que sempre me impressionou.
Desde o primeiro momento em que a vi, sempre soube que ali existia alguma coisa diferente!!!!

Encontrei uma foto dela, de quando tinha uns 11 meses +/-...

Após se recuperar da meningite, ela saiu carequinha, porém, o cabelo dela cresceu muito rápido e era muito lindo... Castanho e bem liso!!!! Ela nunca iria precisar de escova... rs

Coloquei a foto no painel aqui de casa... Por que, acredito que, hoje além de muito bem amparada pelo Papai do Céu, ela esta como sempre foi, linda!

HOJE, A SAUDADE ME SUFOCOU...


30 de novembro de 2010

O que fomos um para o outro... ainda somos!

A morte não é nada.
Apenas passei ao outro mundo.
Eu sou eu. Tu és tu.

O que fomos um para o outro ainda o somos.
Dá-me o nome que sempre me deste.
Fala-me como sempre me falaste.

Não mudes o tom a um triste ou solene.
Continua rindo com aquilo que nos fazia rir juntos.
Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo.
Que o meu nome se pronuncie em casa
como sempre se pronunciou.

Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.
A vida continua significando o que significou:
continua sendo o que era.


O cordão de união não se quebrou.
Porque eu estaria for a de teus pensamentos,
apenas porque estou fora de tua vista ?


Não estou longe,
Somente estou do outro lado do caminho.
Já verás, tudo está bem.
Redescobrirás o meu coração,
e nele redescobrirás a ternura mais pura.


Seca tuas lágrimas e se me amas,
não chores mais.
************************************************************************

Na verdade, a passagem acima é de autoria controversa. No Brasil, é comumente conhecida como "Oração de Santo Agostinho", mas sem atribuição precisa da fonte e apenas indicando-a como do religioso católico argelino, radicado na Itália, Santo Agostinho de Hipona (354 a 430). Em pesquisas, foram encontradas duas versões .
De outro lado, há versões semelhantes atribuídas ao pároco da Catedral de St. Paul (Londres) e professor de Teologia da Univerdade de Oxford, na Inglaterra, Henry Scott Holland e ao padre Giacomo Perico (Ranica, 1911 - Milão, 2000).

29 de novembro de 2010

A todos momentaneamente longe de seus filhos...

Pelo amor que sentimos por eles, vamos continuar nossa jornada! Vamos prosseguir no caminho que temos pela frente...
O que realmente vale não é o tempo que eles permaneceram ao nosso lado nesta Terra e sim, a intensidade dos momentos vividos, o amor que aprendemos a sentir, todos os sentimentos valiosos que aprendemos a viver.
Sei que muitos momentos foram dolorosos, porém, são nestes momentos que entendemos que o amor é eterno e ilimitado, são nestes momentos que aprendemos a conversar com Deus... São nestes momentos que conseguimos ver a nossa força de superação e de quanta coisa somos capazes por amar nossos filhos.
Somos seres humanos, com uma visão muito limitada, por este motivo, nem sempre conseguimos entender os desígnios de Deus.
Mas, em nome do amor que está dentro do nosso coração, amor que podemos chamar de saudade, vamos fazer o que está ao nosso alcance. Acreditem, podemos fazer muitas coisas, muito mais do que imaginamos.
Vou dividir com vocês, o que descobri...
Descobri que nos momentos de desespero... Momentos em que a saudade sufoca de uma maneira praticamente insuportável, momentos em que as dúvidas e a razão tentam me incomodar, eu olho para meu coração e todo sentimento que está dentro dele e, ouço o que ele tem a me dizer...
Quando olho para meu coração, vejo minha filha e quero continuar vendo-a até o dia em que nos reencontrarmos por permissão de Deus... Acredito num reencontro...
Num reencontro permitido por Deus... No tempo certo... Afinal, somos únicos, seres com missões únicas e especiais e todos temos nosso tempo...
Embora nos 3 anos, 11 meses e 10 dias que estivemos juntas neste plano, devido as suas limitações físicas, ela nunca pode me dizer uma palavra, mas aprendi que podemos falar linguagem do coração...
Então, quando a razão tenta me perturbar, me incentivando a pedir ou questionar acontecimentos que ainda não tenho capacidade de entender, faço uma prece...
Peço ao Pai que transforme todo esse desespero em amor...
E jamais permita que minha filha se aflija com a saudade...
Quero que ela entenda que esta saudade, nada mais é do que o amor que ficou!
Peço a Deus que me faça digna de um reencontro... Que conforte meu coração...
Peço que não me esqueça e que a cada dia nosso amor nos fortaleça...
Ela era uma criança especial, que me ensinou que amar verdadeiramente é se colocar na situação do próximo, mas de corpo e alma...
Por acreditar que os nossos amados filhos que partiram, sintam saudade, amor, talvez com igual ou maior intensidade, sei que eles, assim como nós, têm uma missão a cumprir, então vamos dar a força e coragem para que eles prossigam.
Como? Acredito que mostrando a eles que por amá-los, iremos continuar...
Quando, um pensamento de pânico aparecer em nossa mente, pede-se conforto... Vamos pedir que nos ensine e nos ampare e que também ampare nossos filhos na nova jornada!
Penso em minha filha todos os dias da minha vida, desde que ela se foi, não a esqueci um só dia.
Ainda é tudo muito recente, então tem momentos que os ‘por quês’ me assombram, choro, converso com Deus a minha maneira, e aprendi a entender os sinais que recebo...
Sinais simples, porém, se calarmos o desespero, nosso coração os faz enxergá-los.
Seja numa lembrança, num pensamento, num gesto semelhante, na palavra de um amigo, ou até mesmo na estrofe de uma música que, às vezes já ouvimos milhões de vezes, mas que num determinado momento nos toca de uma maneira diferente...
Acredite que é Deus falando com a gente, mandando sinais na simplicidade... Usando os recursos que temos ao nosso alcance...

O último sinal que recebi? Esses dias ouvindo aquela música ‘Amor maior’ do Jota Quest, na estrofe que diz: “Quero um amor maior... Um amor maior que eu...”, pensei, existe amor maior do que aquele que sobrevive a ausência fisica? Amor maior que resiste a saudade e nos dá força para prosseguir? Amor que nos encoraja a continuar, pq queremos ser merecedores de um reencontro?

E ouvindo o restante da música, tem uma outra estrofe que diz: “mesmo morrendo de dor... eu estarei mais feliz”...
A saudade é o amor que fica, nossos filhos vieram para nos tornar pessoas melhores...
Hoje sinto uma saudade infinita, é uma dor inexplicável, porém, aprendi ver com os olhos do coração, de alguma maneira, minha filha me fez uma pessoa muito melhor...

28 de novembro de 2010

E se...

E se tudo tivesse sido diferente?



Às vezes essa pergunta insiste em me incomodar e, me pego pensando...
Por alguns momentos me deixo levar pelos pensamentos de que SE tudo tivesse sido diferente, como seria tão bom...
Me pego vivendo em pensamento momentos maravilhosos que iriamos ter...

Fico imaginando como seria seu rosto, seu jeito, sua maneira de dormir, de brincar e até mesmo a maneira de brigar...
Do que iria gostar, o que iria pedir de presente de Natal...
Se iria dançar nas apresentações da escola...

Já me peguei inúmeras vezes, buscando em minha mente, como você seria, caso nada tivesse acontecido...

A saudade me faz derramar uma lágrima e continuo tentando responder à essa pergunta que insiste em permanecer em meus pensamentos...

E se nada tivesse acontecido? E se tudo fosse diferente?

De repente, meu coração me chama e resolve me trazer de volta ao presente e realmente entender como seria...

Não teria conhecido tantas pessoas iluminadas...
Jamais saberia da força interior que o amor incondicional nos dá...
Que o amor verdadeiro é amar sem apego... O amor que nos liberta, amor que nos encoraja, amor que nos faz viver um dia por vez... Afinal este amor é eterno!
Não teria aprendido a enxergar a vida com os olhos do coração...
Jamais iria entender como é grande o preconceito e o egoísmo que vai no coração das pessoas e, não iria compreender que devemos ter pena dessas pessoas que, por algum motivo ainda desconhecido, não entenderam a real intenção do amor...
Se nada tivesse acontecido eu nunca teria entendido que se lamentar e esperar que o mundo pare, não nos leva a lugar algum...
Jamais teria entendido que devemos viver um dia por ve, afinal, as coisas podem mudar...
Muito menos, saberia conversar com a simplicidade de um olhar...

Talvez eu não tivesse aprendido que somente conhecemos verdadeiramente alguém, quando conhecemos seu coração...
As coisas nem sempre são o que parecem...

Se tudo fosse diferente, talvez eu ainda estivesse ignorando como é bom um banho de chuveiro demorado, a maravilha que é respirar sozinha, não saberia valorizar como é gostoso caminhar, dormir, falar ao telefone, assistir TV, como é bom não ter onde ir no domingo a tarde e ficar em casa...

Eu ainda não teria entendido o real sentido da liberdade, independência e amor...

Que não precisamos ouvir "eu te amo" para saber que somos amados...

Se as coisas tivessem sido diferentes eu não teria me tornado uma pessoa melhor...

Nicolle...
De nada valeria minha vida se você não tivesse passado por ela...
Não importa os momentos  que não iremos viver, o importante é que todos os momentos que vivemos foram intensos e apesar de alguns momentos muito doloridos, sempre conseguimos viver com amor, sorrir diante da dor, chorar e rir ao mesmo tempo...
Conseguimos mostrar a muitas pessoas o que é felicidade...
Antes de você, eu não sabia conversar com Deus, amar de verdade e viver o presente...
O que realmente importa é que todos os momentos que passamos juntas serão eternos!!!!

A Deus eu só tenho a agradecer, por me permitir ser sua mãe e...
a você, agradeço por tudo o que me ensinou, pelo amor que me devotou, pela confiança que me dedicou...

A Deus, peço que a cada dia, renove nosso elo de amor...
E que permita com que você não me esqueça...
Que um dia possamos nos reencontrar...
Enquanto isso...
Vou vivendo... Tentando ser feliz sem lhe esquecer por um minuto que seja...
Irei viver e da mesma maneira que eu sinto um grande orgulho em ter sido sua mãe...
Quero que você sinta orgulho por ter sido minha filha...

Ao Papai do Céu, só tenho a agradecer, por estar ao meu lado sempre, e pela diferente missão que escolhemos para viver...

Se de repente eu não fui tudo aquilo que você esperou, peço que me perdoe e me compreenda.

Com amor...

Mamãe...

26 de novembro de 2010

Pedi um amor maior...

Eu quero ficar só, mas comigo só eu não consigo Eu quero ficar junto, mas sozinho só não é possivel
E preciso amar direito, um amor de qualquer jeito

Ser amor a qualquer hora, ser amor de corpo inteiro
Amor de dentro pra fora, amor que eu desconheço
Quero um amor maior, amor maior que eu
Quero um amor maior,um amor maior que eu

Eu quero ficar só, mas comigo só eu nao consigo
Eu quero ficar junto, mas sozinho só nao é possivel
E preciso amar direito, um amor de qualquer jeito
Ser amor a qualquer hora, ser amor de corpo inteiro
Amor de dentro pra fora, amor que eu desconheço Quero um amor maior, amor maior que eu
Quero um amor maior,um amor maior que eu

Então seguirei meu coração ate o fim pra saber se é amor Magoarei mesmo assim mesmo sem querer pra saber se é amor
Eu estarei mais feliz mesmo morrendo de dor Pra saber se é amor, se é amor ...



Pedi um amor maior... Um amor maior que eu... Eu precisava aprender...
Aprender o que a maioria ainda não sabe... Aprender a amar direito...
Pedi a Deus... um amor maior...
E Ele me permitiu ser sua mãe...
Te amo para sempre...
 

25 de novembro de 2010

Uma boneca especial para Pietra...

Quatro meses de saudade e um pedido atendido.                    

Hoje faz 4 meses que a Nick foi morar ao lado de Deus!
A saudade continua aqui, bem dentro do meu coração!!!!
Mas, agradeço a Deus por este sentimento, afinal os sentimentos que estão em meu coração é o elo de amor que sempre existirá entre nós...

Há alguns dias, estava conversando com Deus e pedindo um sinal de confirmação sobre os meus sentimentos e pensamentos...
Afinal, como já postei aqui inúmeras vezes, o que me faz seguir é a certeza de um reencontro e de que alguma maneira ainda posso ajudá-la...

Mas, a dúvida as vezes tenta me assombrar.

Pedi um singelo sinal para poder prosseguir.
ELE me atendeu.

Os últimos dois anos da Nick, aqui nesta Terra, como trabalho durante a semana, ela ficava com a madrinha, além de fazer o tratamento de intervenção precoce na APAE, fisio, fono e T.O.
Geralmente era minha mãe ou a madrinha que a levava, pois, eu trabalho durante a semana...
Num determinado dia, estava acontecendo um bazar beneficiente na APAE para arrecadação de recursos e, a madrinha da Nick estava lá, acompanhando o tratamento e comprou uma boneca.
Essa boneca ficava na casa dela, junto com a Nicolle.

Resumindo os fatos para não se tornar tão cansativa, porém, quando resumimos, acabamos tirando um pouco o encanto da situação, mas pessoas sensíveis e de fé, tenho certeza que irão compreender...

A madrinha dela, sempre esteve ao nosso lado, e cuidou muito bem dela em todos os momentos... Desde minha gravidez, no entanto que a sugestão do nome da Nick, partiu dela...
Tenho certeza que assim como eu, a Nicolle também é muito grata a ela.

Quem conhece a madrinha da Nick sabe que ela é apaixonada por bonecas, brinquedos e afins (rs), e essa em especial, era da nossa princesa, nunca imaginei ter a boneca ou nem sequer pedir...
Na verdade eu nem lembrava que esta boneca existia!

Ontem, eu não estava muito bem, estava lutando contra os "por quês" que tentam assombrar os meus pensamentos de vez em quando, mas, acho que Deus resolveu atender meu pedido.

Conversando com a madrinha dela ao telefone, aconteceu uma coisa muito especial, ela disse que ia presentear a Pietra com esta boneca.
Não esperava tal atitude e a principio achei tudo normal...

A noite, fui buscar a boneca e perguntei a madrinha dela, por que estava dando àquela boneca à Pi.

A resposta foi: "Não sei, me deu vontade!"

Qdo peguei a boneca, recebi um recado que veio do meu coração, dizendo que era um presente da Nicolle para a irmã.
Ao olhar para aquela simples boneca, é inexplicável o sentimento que brotou em meu coração...
Sentimentos de amor, certeza, saudade, não sei descrever, mas não foram sentimentos negativos... Uma vontade de continuar e a certeza de não estarei sozinha...

Cheguei em casa e entreguei a boneca à Pietra, e o brilho que vi em seus olhos, confirmou o recado que chegou até mim.

Algumas pessoas ao lerem este post, irão me achar maluca ou que estou viajando na maionese (rs), mas, sei que pessoas sensíveis, especiais e que acreditam em Deus irão perceber a sensibilidade de tal fato...

Uma vez questionei uma amiga especial, como eu poderia entender quando Deus estivesse falando comigo... Ela me respondeu que ELE fala de maneira simples...

Percebi que os nossos pedidos são atendidos na simplicidade, por isso, algumas pessoas não entendem que já foram respondidas... Esperam acontecimentos 'mirabolantes' e as coisas não precisam ser assim.

A cada dia que passa, sinto aumentar cada vez mais a gratidão por Deus ter me emprestado a Nicolle e ter sido a oportunidade de ser sua mãe...

Aos Céus agradeço pelo sinal, e a Nicolle por ter me ensinado a enxergar com os olhos do coração e da alma, pois, assim eu consegui entender o recado!

24 de novembro de 2010

Uma breve visita...



Minha história de mãe da Terra se entrelaçou com a história de uma pequena luz que veio nos fazer uma visita breve, partindo alguns dias após nascer. Minha menina tão linda, gerada com tanto amor dentro de meu ventre não resistiu às singularidades deste mundo e passou feito passarinho pelos céus de nossos olhos lacrimejados de tristeza.
É impossível descrever a dor que rugiu de minha alma e entendo que a mesma devia ser sentida e chorada com veemência a cada semana posterior de sua partida. Meu conforto foi atirar-me nos braços da fé, buscando consolo em algo maior e no amor da família. Arranquei forças de dentro de mim que não imaginava existir, para verter lágrimas em sorrisos de querer bem e gratidão a Deus.
Sim, Ele havia me presenteado! Um dia, num passado não tão distante fiz alguns combinados, sabia das escolhas que havia feito com cada uma das pessoas que passaram por mim e que estão comigo, por certo não me lembrava, até que minha pequenina veio para me ensinar e mostrar o caminho. Com a “perda” também se ganha...
Aos poucos a dor foi se dissipando, as emoções foram dando lugar a paz e as orações passaram a confortar nossos corações humanamente egoístas e cansados da matéria que nos é útil nesse plano, mas que por vezes nos pesa tanto. Sabemos que cada minuto de nossa jornada é precioso demais e deve ser vivido com entusiasmo, por isso, sejamos felizes! Minha pequena luz foi uma das melhores educadoras que já tive nessa vida, mostrou-me que a evolução da alma está na disposição de aprender e ensinar com a humildade de uma criança, com a troca de gerar e deixar ir, resignar, voar.
A vida é algo inexplicável! Foi voltando de mansinho a pulsar em nossas veias dia após dia, nossos filhos sabiamente voltaram a sorrir e correr pela casa e nosso sofrimento se estancou através do labor e do carinho de sermos todos unidos pela esperança de um dia desses nos reencontrarmos no caminho de luz que já está sendo trilhado por muitos. As lembranças de uma pequenina que cruzou nossos singelos mundos de mãe, pai, irmãos, avós, tios (as) ficarão para sempre registrados em nossas memórias. Não há de sentir culpa, raiva, mágoa por causa da morte.
Nada que nos faça estagnar no caos de sentimentos irracionais que não nos permite crescer e evoluir através do lado positivo das situações que a vida e por conseqüência a morte da matéria nos apresenta. A vida é construída através de nossas falas, gestos e pensamentos de amor para conosco e para com nosso próximo e a passagem de cada um de nós é a única garantia que realmente temos.
O que vai ser do futuro? Pergunta tola a minha!
Passei nove meses esperando o futuro e deixei de aproveitar mais e melhor o que era meu presente...
 
Por isso, aproveitem seus filhos do jeito que eles são, ame-os mesmo que distantes de ti, ame-os mesmo que não sejam como você idealizou, instrua-os para serem pessoas felizes e de bem, aproveitem cada momento com cada um de seus filhos, compartilhem com eles as experiências da vida, criem seus filhos com carinho e entusiasmo, estreitem os laços fraternais, respeitem seu desenvolvimento, suas dificuldades e elogiem seus acertos, não os protejam em demasia, mostrem os limites com clareza e tranqüilidade, acompanhem cada fase, cada passo, cada letra, cada amigo, cada livro, cada amor... Não importa se viverão 9 meses e 3 dias ou 93 anos. Vivenciem seus filhos e os deixem partir quando tiverem de ir... E ao partirem, que as lágrimas caídas sejam de puro e verdadeiro amor.
 
Muita paz a todas as mães que deram a luz para luzes que hoje brilham aqui na Terra ou em algum lugar especial.”

Escrita por uma mãe especial: Helayne Peres Cardoso

23 de novembro de 2010

Se eu morrer antes de você...

Se eu morrer antes de você, faça-me um favor:
Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele haver me levado.
Se não quiser chorar, não chore.
Se não conseguir chorar, não se preocupe.
Se tiver vontade de rir, ria.
Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito,esqueça e acrescente sua versão.
Se me elogiarem demais, corrija o exagero.
Se me criticarem demais, defenda-me.
Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam.
Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo.
Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver.
E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase:
"Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus!"
Aí, então derrame uma lágrima.

Eu não estarei presente para enxugá-la, mas não faz mal.
Outros amigos farão isso no meu lugar.
E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu.
Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus.
Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele.

E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade e o amor que aqui nos preparou para Ele.

Você acredita nessas coisas?

Então ore para que nós vivamos como quem sabe que vai morrer um dia,
e que morramos como quem soube viver direito.
Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente,
e se inaugura aqui mesmo o seu começo.

Mas, se eu morrer antes de você, acho que não vou estranhar o céu...

Ser seu amigo... já é um pedaço dele.
 
 
 
 

21 de novembro de 2010

Árvore de Natal (Neuroses de uma crise de saudade...)

Sempre achei o máximo árvores de natal, acho lindas!!! Ainda mais quando são grandes, com luzes coloridas... Adoro decoração de natal!
A família da madrinha da Pi, sempre fez uma árvore grande e linda... Pensava comigo que o dia em que tivesse minha casa iria fazer uma árvore daquelas!

Até cheguei a tirar foto das crianças e da Nic em frente a árvore na casa delas, mas com esse negócio da "era digital", acabei perdendo as fotos.

Mas as coisas não foram bem assim...

Logo que mudei para meu ap, adotei dois gatinhos... E quem conhece os gatos, sabem que tudo o que é diferente p/ eles, é bagunça na certa.

Por esse motivo, nunca montei uma árvore de natal em casa como imaginei! Preferi a segurança e o carinho dos "miaus" (O Juquinha Augusto principalmente, sempre gostou muito da Nick, quase adoeceu de saudade dela).

Até coloquei luzes, alguns enfeites nas portas, mas árvore mesmo, nunca fiz.
Logo que o trio chegou, os gatos ainda eram bagunceiros (rs), tentei montar uma árvore mas o projeto não foi bem sucedido...

Logo depois do primeiro Natal do trio, em março/2007 a Nicolle teve meningite e lembro que no final do ano em 2007, as coisas estavam instáveis, a Nic estava com pneumonia e acabei não montando nenhuma árvore...

Embora, meus gatos tenham se tornados adultos (eles já não eram mais o problema), nos anos seguintes 2008 e 2009, também não fiz uma decoração de Natal, como sempre sonhei. Os motivos foram vários, talvez não tão graves ou instáveis, mas, acho que meu coração estava fragilizado por algumas situações que eu mesma desconheça, não consegui fazer a árvore...
Na verdade nem tentei.

Nas passagens do ano de 2008/2009 e 2009/2010, a Nick foi a primeira com quem sempre comemorei... Desejando tudo de bom para o próximo ano!

Bem, todo esse blá blá blá, na verdade é para dizer que até hoje não consegui montar uma árvore de Natal como sempre sonhei!!!

Acredito muito em tudo o que escrevo a respeito do amor e da saudade, mas todas as vezes que olho para uma árvore de Natal, me desmancho em lágrimas... Ainda sou muito limitada e sou mãe de uma filha que não mora mais comigo...
Queria muito ter proporcionado e transmitido a Nicolle toda a alegria que sentia com as árvores enfeitadas e não consegui...

No final de semana, fui com as crianças num mercado e eles me pediram para comprar os enfeites e montar uma árvore, até tentei pegar os objetos, mas... não consegui.

É um sentimento estranho que brota em meu coração, como se eu não tivesse conseguido dividir com a minha filhota algo que eu sempre achei maravilhoso...

Pode parecer uma maluquice aos olhos de muitos, mas parece que me entristeço quando lembro que não dividi com ela este momento tão especial...

Estou tentando... pelas crianças montar uma árvore este ano!!! Tentar já é um começo...

Bem, para minha "beleza creuza", jeito carinhoso de chamá-la, o que posso dizer é que se eu conseguir montar uma árvore de natal neste ano, para que ela não se entristeça comigo, afinal estou dividindo com ela também...

E caso eu não consiga montar, para que também não fique brava comigo, nem chateada, nem decepcionada, pq sou muito limitada para alguns entendimentos e tudo ainda é muito recente. Estou aprendendo e, sei que o caminho ainda é longo...

De qualquer maneira...
Apesar da fortaleza, de acreditar muito em tudo o que escrevo a respeito da saudade, resolvi postar aqui esta situação, por que algumas pessoas precisam entender que não precisamos sempre ser uma fortaleza, apenas, precisamos prosseguir e continuar!!!

...saudade sim, tristeza não...








20 de novembro de 2010

Alguns minutos atrás...

Apenas para registrar que fazem alguns minutos que melhorei de uma crise de saudade...
Acho que a razão queria atormentar meu coração...
Mas, peço ao Papai do Céu que nem deixe que a Nicolle fique sabendo, afinal já passou.
Se ela ficar sabendo de alguma coisa, sei que estou repetitiva, mas diga a ela para não se preocupar... pois, eu a amo muito...

Nick... Beijos...
Te amo!

Dificil descrever...

Diante da saudade que fica quando perdemos alguém que amamos, uma das maneiras de conseguirmos prosseguir é nos apegarmos ao nosso coração.
Independente de religão, dentro dele estará todas as respostas e as certezas do reencontro...
Se a razão questionar... Ignore-a!
Simplesmente faça valer o que realmente está dentro do seu coração!

Meu coração me diz que posso acreditar em Deus e confiar...
Diz que preciso prosseguir para reencontrar com a Nic no momento correto...
Meu coração me diz que ela precisa de mim bem... Que se eu bambear, ela também sofrerá...

Acredito no meu coração!!!
E quando olho dentro dele tenho a certeza que preciso...

Ahh... quanto a razão??? Essa quando quer me perturbar eu simplesmente, durante alguns minutos, deixo ela pensar que consegue... Mas em seguida faço uma prece, como disse na segunda postagem, sendo assim, ela percebe que não tem forças em me confundir...

Sobre a postagem de ontem, apenas quero dizer que hoje quando eu me olho no espelho tenho a certeza que Deus está e esteve sempre ao meu lado...

19 de novembro de 2010

Você conhece meu coração...

Trata-se de uma adaptação de "The Special Mother", de Enna Bombeek, distribuída em forma de mensagem, que apresento a seguir:

"A maioria das mulheres torna se mãe por acidente, muitas por opção, algumas por pressões sociais e umas poucas por hábito.
Este ano, aproximadamente 100.000 mulheres serão mães de crianças com algum tipo de deficiência física ou mental. Alguma vez você já se perguntou como Deus escolhe as mães de crianças deficientes?
De alguma forma, eu visualizo Deus passeando sobre a Terra, selecionando seus instrumentos para a preservação da espécie humana com grande cuidado e deliberação. À medida em que vai observando, Ele manda seus anjos fazerem anotações num bloco gigante.
"Elizabete Souza, vai ter um menino, santo protetor da mãe, São Mateus. Mariana Ribeiro, menina, santa protetora da mãe, Santa Cecília. Cláudia Antunes, esta terá gêmeos, santo protetor… mande São Geraldo protegê-la. Ele está acostumado com quantidade".
Finalmente, Deus dita um nome a um dos anjos, sorri e diz: "Para esta, mande uma criança que será especial".
O anjo cheio de curiosidade, pergunta: "Por que justamente ela, Senhor? Ela é tão feliz".
"Exatamente", respondeu Deus, sorrindo. "Eu poderia confiar uma criança deficiente a uma mãe que não conhecesse o riso? Isto seria cruel". "Mas será que ela vai ter paciência suficiente?", pergunta o anjo. "Eu não quero que ela tenha paciência demais, senão vai acabar se afogando num mar de desespero e auto compaixão. Quando o choque e a tristeza iniciais passarem, ela controlará a situação. Eu a estava observando hoje. Ela tem um conhecimento de si mesma e um senso de independência que são raros e, ao mesmo tempo, tão necessários para uma mãe. Veja, a criança que eu vou confiar a ela tem seu mundo próprio. Ela tem que trazer esta criança para o mundo real e isto não vai ser fácil". "Mas Senhor, eu acho que ela nem acredita em Deus". Deus sorri "Isto não importa, dá se um jeito. Esta mãe é perfeita. Ela tem a dose exata de egoísmo que vai precisar". O anjo engasga. "Egoísmo? Isto é virtude?" Deus balança a cabeça afirmativamente. "Se ela não for capaz de se separar da criança de vez em quando, ela não vai sobreviver. Sim, aqui está a mulher a quem vou abençoar com uma criança menos "perfeita" do que as outras. Ela ainda não tem consciência disto, mas ela será invejada. Ela nunca vai considerar banal qualquer palavra pronunciada por seu filho. Por mais simples que seja um balbucio dessa criança, ela o receberá como um grande presente. Quando ela descrever uma árvore ou um pôr do sol para seu filho cego,
ela verá como poucos já conseguiram ver a minha obra.
Nenhuma conquista da criança será vista por ela como corriqueira. Quando a criança disser "Mamãe", pela primeira vez, esta mulher será testemunha de um milagre e saberá reconhecê-lo.

Eu vou permitir que ela veja claramente as coisas que Eu vejo - Ignorância, Crueldade, Preconceito - e vou fazer com que ela seja mais forte do que tudo isso. Ela nunca estará sozinha. Eu estarei aqui ao seu lado". "E qual será o santo protetor desta mãe?" pergunta o anjo, com a caneta na mão. Deus novamente sorri "Nenhum. Basta que ela se olhe num espelho".